Vítima ou Vencedor

Olá, tudo bem?

Comigo tudo ótimo! E te desejo muitas energias positivas. Desejo também que tenha uma agradável leitura.

Decidi começar o texto pelo significado dessas duas palavras que irá colocá-lo(a) a refletir sobre.

Vítima ou Vencedor?

O termo vítima vem do latim victus e victimia, “dominado” e “vencido”. No sentido originário, vítima era a pessoa ou animal sacrificado aos deuses no (paganismo). Atualmente, a palavra vítima se estende por vários sentidos. No sentido geral, vítima é a pessoa que sofre os resultados infelizes dos próprios atos, dos de outrem ou do acaso.

O termo vencedor, é o que consegue superar dificuldade(s); que conseguiu ter êxito na vida. Que tem honras e/ou motivos para comemorar. Indivíduo que venceu uma competição (jogo, partida, luta etc.); quem supera os obstáculos impostos pela vida.

Fonte: Wikipédia e dicionário online de português

Eu sou vencedora! E você?

Sim! Sou vencedora, pois todos os dias eu escolho vencer meus medos, limitações, crenças, ego, auto piedade, covardia, intolerância, mentira, entre outros medos. Mas eu escolho, ou seja, nós podemos escolher o que queremos sentir e como queremos seguir nossa vida.

Neste momento eu venci um medo, uma insegurança. Escrever o que penso ou sobre algum assunto, que posso até dominar muito. Eu tenho um dificuldade. Sou totalmente oratória. Então estar aqui, escrevendo e passando para você um pouco sobre minha visão, meus filtros, é uma grande vitória. E deixa eu te contar um segredo, eu fujo até o último instante de escrever. Então me sinto vencedora nessa dificuldade!

Outro exemplo, se eu bato o carro, eu posso escolher manter a calma, assumir a responsabilidade se fui eu quem me distrai ou seja o que for. Posso conversar calmamente para entender o que causou no outro a negligência dele no trânsito. Ou, posso descer do carro e sair gritando, esbravejando, agredindo verbalmente o outro. E em minha opinião, eu fui vencedora, quando mantive a calma. Pois eu venci a raiva, a adrenalina, o susto.

Alguém que passou por necessidades básicas, como não ter alimento em casa, ou perder o emprego, brigar com o parceiro, no trabalho. Reage com revolta, culpa o mundo por  não conseguir suas conquistas. Mas essa pessoa não se esforça para ter harmonia com os próximos, é agressiva. Sabemos que essa atitude agressiva pode ser por defesa, mas não ter controle de si e jogar a culpa no outro por suas insatisfações. É papel de vítima.

Você quer parar de fumar, mas não consegue. É ansioso, estressa muito no trabalho, entre muitos motivos. E cada vez que pára pra pensar, você arruma algum motivo para ter de você e fazer com que as outras pessoas também sintam e assim você continua a fumar. Vítima!

Responsabilidade

Vencedor(a) é ter medo sim, mas assumir que o tem. Venceu o medo de andar de avião? Venceu o medo do chefe? Venceu o medo de dirigir? Venceu o medo de não ser aceito pelo outro? Ficou sem fumar 2 dias? Venceu, venceu, venceu… comemore! As vezes não conseguimos de imediato o que buscamos, mas a cada passo nessa conquista é uma vitória, você é vencedor(a) e merecedor de comemorar.

Se você está em uma relação que não te faz bem, ou que o(a) deixa para baixo, a culpa não é do outro, é sua. E não adianta se fazer de vítima. O que você precisa é focar em seus objetivos, metas, sonhos, em você e vencer a cada dia essas limitações que o impedem de viver uma relação que você merece.

Pois quando nos colocamos no papel de vítima, nós repelimos as pessoas para longe de nós.

O que você quer, alguém positivo, auto astral, divertido ao seu lado. Alguém vencedor, grato a vida. Ou você quer alguém, negativo, depressivo, triste, pegajoso, ranzinza, controlador. Que para mim só mostra ser vítima. Eu, quero alguém para somar, acrescentar. E imagino que você queira o mesmo. Então se você quer uma pessoa positiva, provavelmente o outro também quer. Ok!

Tire o foco das coisas negativas. Foque em suas qualidades, sonhos, metas e tudo o de bom que você tiver e lembre-se novamente, você é um ser único e insubstituível. Você é responsável por suas conquistas, vitórias. Se você pensar como um vencedor, seja qual for sua conquista, você será e terá a vitória. Se você age como uma vítima. Então assim será.

Deixando algo bem claro, ser vencedor não é ser melhor que o outro. É ser um vencedor de suas batalhas. Pois o outro também tem seus medos. Ser vencedor é motivar o outro, é amar você, amar o outro, escutar o outro, respeitar o limite do outro e claro respeitar o seu limite. Mas sempre tendo a certeza, que você pode tudo o que quiser, basta correr atrás.

Não deixe nunca, que te digam que você não é um vencedor, pois você é!

Sugestões

Vídeo

Enfim, poderia citar aqui inúmeras histórias para exemplificar o que é ser vítima ou vencedor, então separei esse vídeo que está no final do artigo, e peço a gentileza, assista. Será uma lição de vida. Principalmente você mulher, esse vídeo é para mostrar, que você pode ser o que você quiser, a mulher que você quiser, sexy, batalhadora, do lar, solteira, casada, mãe, pudica, despudorada, inteligente, profissional. Basta deixar o papel de vítima e tomar posse. Você é uma vencedora.

Você pode escolher ser a vítima ou ser um(a) vencedor(a), mostrando o seu melhor a você e ao mundo!

Livro

Este livro é perfeito para quem quer uma boa leitura, cheio de aprendizado importantíssimo, está me auxiliando a viver o agora e entender alguns medos. O Meda já indicou esse livro, então ótima leitura!

o-poder-do-agora

Gratidão

Quero deixar aqui registrado minha gratidão a você que está lendo esse artigo até o final. Obrigada por doar alguns minutos de sua vida para essa leitura. Tudo bem que sou top das galáxias, poderosa e por isso você está lendo com todo amor e carinho…

Então aproveita e deixa aqui um momento vencedor, seu ou de alguém próximo à você. Seja qual for a conquista, você é um vencedor. Conseguiu parar de falar gritando? Uma super vitória. Você emagreceu 1 kg essa semana? Vencedor!

“Ser vencedor não é chegar primeiro ao topo e sim chegar ao topo”Jair Antônio da Silva (meu pai)

Abraço para quem é de abraço e beijo para quem é de beijo!

Gratidão ao Universo! Muito obrigada, muito obrigada!

Luzia Silva

9 de janeiro de 2017

4 Comentários em "Vítima ou Vencedor"

  1. Maravilhoso. Parabéns. Amei .

  2. Parabéns minha Vencedora. Eu te amo!

  3. Que lindo! simples e tocante. Li duas vezes e vale a pena sempre relê-lo. Texto inspirador! Parabéns Luzia. Viver implica responsabilidade, podemos assumir a responsabilidade doo impacto que causamos no mundo (sujeitos ativos) ou podemos nos escorar no outro (sujeito inerte), negligenciando nosso papel de protagonistas do nosso percurso.
    Sabe que arrepiei qdo li a definição de vítima?! Mas o que foi mais inspirador foi ler a sua construção do conceito de vencedor: vencer nossos medos, limitações, crenças etc que estão arraigados dentro de nós (confundindo- se com o que somos) , é o mais difícil … e toda a vez que conseguimos seguir ( mesmo com este invisível monstro de dente afiado que morde nossa energia) somos vencedores e TEMOS que VIBRAR e COMEMORAR MUITO.
    Gratidão Luzia!!!!

  4. Nossa Luzia seu artigo realmente é top das galaxias, faz um tempo que tenho vencido meus medos e isso é muito bom, gratidão pela oportunidade.

Deixe sua mensagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

© 2018 Meda Academy Training - Todos os direitos reservados.