fbpx

Aceite o Fluxo

Bom dia, boa tarde, boa noite. O tema de hoje é sobre Aceitação.

Como você tem aceitado os desafios propostos pela vida? Será que precisamos aceitar mais para vermos as coisas fluirem? Qual o resultado você busca neste processo?

Aceite embarcar comigo neste expresso e deixe fluir novas ideias na sua mente…

Este tema faz parte de uma série de 5 artigos sobre autoconhecimento e espiritualidade, composta por:

EscolherAssuma suas Escolhas
Aceitar – Aceite o Fluxo
Testemunhar – Seja um Observador
Completar – Sinta a Totalidade
Compartilhar – Compartilhe sua Vida

Dificuldades

“É o ego que te dá feridas e te machuca. É o ego que faz você violento, com raiva, ciúmes, competitivo. É o ego que é continuamente o sentido miserável da vida.” – Osho

Ao nos depararmos com uma dificuldade na vida com certeza temos duas opções, enfrentar ou fugir, cito estas duas pois uma terceira opção que muitas pessoas se acostumaram a aderir pode até surgir mas não é nenhum pouco eficiente. Para escolher a neutralidade somos obrigados a não enviar ou receber energia diante da situação, ficamos no meio do combate, na dualidade da participação ou da não-participação, retendo para dentro de nós a energia presa e a confusão mental gerada.

Se nos deixarmos levar pelo nosso Ego, seja para não enfrentar uma despedida, uma decisão ou dificuldade da vida, fortalecemos a nossa incapacidade de aceitação das coisas. O Ego inconscientemente quer se mostrar mais importante que as dificuldades, quer mostrar para o mundo ou até mesmo o universo que ele é mais importante e que tem o direito de não aceitar o que lhe foi dado. Esse poder foi concedido ao nosso ego lá nos primeiros anos de vida onde nossos pais faziam tudo que queríamos e quando aprendemos que somos importantes para eles, e consequentemente, o mundo gira ao nosso redor. No decorrer dos anos muitas dessas amarras são superadas, mas muitos resquícios ainda nos limitam independente em qual fase de vida estamos.

É como se sempre a primeira reação sobre algo que não saiu como planejamos, quando uma dificuldade surge, o nosso instinto tomasse conta e reagisse com a negação, rejeitando aquele fato para que possamos buscar novamente a possibilidade de escolha na zona de conforto, onde nos sentimos no controle da situação. Com toda essa negação, negamos também a felicidade presente em nossa alma, que só pode se manifestar quando estamos prontos para aceitar as dádivas que nos são enviadas e somos inteiramente gratos por elas.

“Ser importante é do Ego. Ser feliz é da Alma.”

Desafio

“Quanto mais tentamos controlar o mundo que nos envolve, menos livre somos. A verdadeira liberdade vem do interior, que não conhece a separação” – Tony Samara

O maior desafio por assim dizer é como entrar no Fluxo da vida e ver as coisas fluirem novamente, como tudo deve ser, sem que qualquer bloqueio criado pelo ego se prenda em nossa mente limitando que novas sinapses neurais se formem, sem crenças limitantes podemos olhar para dentro de nós mesmos e encontrar a liberdade que precisamos para seguir em frente.

Se o conceito de aceitação estiver ligada por uma equivalência complexa com a perca de liberdade ou poder, se esses significados estão de alguma forma equivalentes na mente de alguém, pode tornar o desafio ainda maior deixando as pessoas bloqueadas de ver o porquê das coisas aconteceram, como superá-las e como serem felizes novamente.

Cada oportunidade que surge pode ser encarada com pensamentos positivos, ja ouviu aquela frase “Olhe sempre o lado bom da vida”? Novamente cito mensagens vindas da Psicologia Positiva, que nos ensina a emanar boas energias para os fatos para que eles mudem por si só, ou então mudando o nosso ponto de vista perante qualquer situação que gerou energias negativas.

Ultimamente tenho sido guiado por duas palavras que se completam e que trazem boas energias, Paciência e Confiança, como um mantra elas tem me ajudado a seguir em frente acreditando na minha intuição e no que o Universo está proporcionando para mim. As palavras podem ser comparadas também à uma energia de recepção e de doação. Recebo a paciência para aceitar as situações que me deparo e através da confiança acredito que tudo aconteceu da melhor forma.

“Nem todo desafio é ruim, encare mesmo assim. Nem todo amor será recíproco, ame mesmo assim. Nem todo dia é um bom dia, viva mesmo assim.”

Processo

“Quando você entender a diferença entre dor integrativa e desintegrativa, você irá perceber que a dor é apenas uma fraqueza deixando seu corpo.” – Mark Divine

Para quem conhece o Eneagrama sabe sobre a principal virtude que o tipo 1 (O Perfeccionista) precisa desenvolver, é a Aceitação, de que o mundo não é perfeito como ele imagina, de que ele não tem o controle do que acontece, e que qualquer sofrimento que surge perante a não-aceitação foi causada por ele mesmo, sendo o único responsável por superar isto.

“Desaparecendo do mundo material, reaparecemos no mundo do amor.” – Rumi

Toda aceitação é um processo, que não tem data de começo e fim, dependendo apenas da vontade da pessoa de se libertar de algo que a bloqueia. Se for possível podemos criar uma nova equivalência através dos ensinamentos de Milton Erickson, seria algo como:

“Quanto mais aceito o que o universo me proporciona, mais serei feliz.”

Parece simples quando escritas e lidas, mas cada palavra pode ser extremamente poderosa quando entendida, para que percorra todo o inconsciente e sobreponha qualquer outro pensamento que nos limite de sermos felizes.

Resultado

“Ser feliz não significa que tudo está perfeito. Significa que você decidiu olhar além das imperfeições.” – Osho

Passando pelo processo chegamos ao resultado, este pode ser interpretado por diversas maneiras, talvez a principal seja atingir a FELICIDADE PLENA, o estado emocional que todo ser humano busca é estar feliz consigo mesmo e com a vida. Um caminho para atingí-lo é o resultado de toda a mensagem passada acima, como entrando em um profundo estado de aceitação pode gerar a conquista da felicidade. Ela pode ser obtida através de várias maneiras, mas quando seu processo foi bloqueado ou limitado por nós de alguma maneira, podemos aprendemos a aceitar mais a vida e liberá-la.

“Faça o que for necessário para ser feliz. Mas não se esqueça que a felicidade é um sentimento simples, você pode encontrá-la e deixá-la ir embora por não perceber sua simplicidade. Ela transmite paz e não sentimentos fortes.” – Martha Medeiros

A paz que a felicidade proporciona é um fagulha que nos move, é um vislumbre do encontro com a própria existência, e pode estar mais perto do que imaginamos, na verdade está dentro de nós, a felicidade interna se manifesta quando abrimos caminho para ela e somos capazes de vê-la se manifestar em cada célula de nosso corpo. O resultado da felicidade se mostra algo simples, que foi criada, bloqueada, liberada e celebrada por nós mesmos.

Qual a sua capacidade de aceitar e entrar no fluxo da vida em busca da sua felicidade?

27 de julho de 2017

1 Comentários em "Aceite o Fluxo"

  1. Grande Gabriel. Lindo demais seu artigo!
    Fico feliz que você tenha cada vez mais trabalhado questões relacionadas ao ego e a subida de evolução para a nossa espiritualidade.

    Respondendo a sua pergunta, por anos eu resisti, na minha flecha de estresse (1) no Eneagrama, para não aceitar as coisas como deveriam ser (pelo menos para satisfazer o meu ego). Afundado em padrões do meu tipo (7) do Eneagrama, eu criava estratégias e planejamentos na minha mente com a crença altamente positiva que daria tudo certo, e quando as coisas não aconteciam do “meu jeito” isso gerava um caminho de estresse, ira e raiva inconscientes. Era destruidor!

    Entender que grande parte do processo de cumprimento da minha missão não está em minhas mãos, e sim por um “plano divino maior”, eu passei a ACEITAR as imperfeições e olhar além delas, como Osho escreveu. Obrigado amigo por me apoiar neste processo! Deixar o fluxo seguir é muito mais interessante que forçar que o fluxo se acelere no nosso tempo.

    #tamujunto

Deixe sua mensagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

© 2018 Meda Academy Training - Todos os direitos reservados.