11 – Fundamentos e Conceitos

Quem pode ser líder?

Quem pode ser líder? O que você acha? Você acredita que qualquer pessoa pode ser um líder? Qualquer encarregado, supervisor, chefe, gerente ou diretor pode ser um líder?
 As pessoas nascem líderes ou formam se líderes?

O que você acha?
 Você acredita que é um líder? Tem certeza? Você tem equipe? Trabalha com pessoas? Trabalha junto ou trabalha em equipe?

Como você conduz a sua equipe? Na autoridade ou no autoritarismo?

E o seu superior? É um líder? Você o segue por qual motivo? Pela força do cargo? Pela hierarquia? Ou por algum outro motivo?

Você sabe lidar com as suas emoções? Controla sua ansiedade? Sua raiva? É nervoso demais? É calmo demais? Será que suas emoções afetam a maneira como você lida com as pessoas? Será que as pessoas ao seu redor precisam mudar? Precisam aprender a lidar com você?

Qual o seu motivo? O que motiva você? Por que você acorda cedo todos os dias e vai trabalhar? Simplesmente para pagar suas contas? Ou possui um motivo maior? Que metas pessoais você busca? Quais são seus objetivos? Quais os resultados que você almeja? Qual a sua missão? Será que os seus objetivos pessoais possuem relação direta com os objetivos corporativos da sua empresa? Será que seus valores, seu propósito de vida, suas metas e seus objetivos possuem relação com o seu modo de liderar pessoas?

Você lidera sua vida? Quem está no comando? Você é comandado ou comanda? Você lidera sua carreira profissional? Faz o que gosta? Você está no lugar e na empresa certa? Está no cargo e na função que deseja? Tem algo que precisa mudar? Melhorar? Crescer? Evoluir?

Sei que lhe fiz muitas perguntas, logo aqui no início do nosso treinamento, mas é para você perceber em quais pontos vamos tocar. Garanto que vou lhe ajudar a responder com precisão cada uma destas perguntas acima ao longo do nosso livro e ainda lhe apresentarei os verdadeiros segredos da liderança, as estratégias mentais dos grandes líderes, as melhores técnicas e as ferramentas mais poderosas para que você faça uma reflexão: “Será que eu posso ser líder?” ou ainda: “O que eu preciso entender, fazer ou desenvolver para ser um líder com foco em resultados?”.

VOCÊ pode ser LÍDER?

Nesta treinamento, você vai aprender a entender de pessoas, de atitudes, de comportamentos, habilidades e competências que vão preparar você para se transformar — se você quiser — em um líder habilidoso, com atitudes coerentes e comportamentos adequados para conduzir pessoas, para desenvolver equipes em busca dos resultados mais audaciosos.

Um líder possui algumas características, atitudes e habilidades que classificam uma pessoa ou um profissional como um verdadeiro líder de equipes. Portanto, prepare-se! Prepare-se para conhecer novas ferramentas, avaliar novas oportunidades e possibilidades. Discuta com você mesmo o que você pode mudar e melhorar. Se você acredita que já sabe tudo, que não precisa aprender nada de novo, que leu sobre tudo isso em outros livros, que já assistiu palestras a respeito e acredita que já é um líder pronto e altamente preparado para buscar os resultados mais audaciosos, então este treinamento não serve para você!

Nascemos líderes ou nos formamos líderes?

O que você acha? Você nasceu líder? Sempre foi líder? Ou ainda não é um líder e tem interesse em ser um verdadeiro líder?

Sim, existem pessoas com um dom especial que já possuem desde cedo características de líderes. Com o passar dos anos, aprimoram estas características e desenvolvem com mais facilidade atitudes e habilidades de líderes e passam a fazer aquilo como algo extremamente natural.

Outros, porém, precisam se desenvolver. Ou seja, possuem muita vontade de ser um líder, mas não são. Ou receberam a incumbência de liderar uma área e uma equipe na empresa.

Entendo que existem líderes que simplesmente nascem líderes! São os líderes naturais. Na sua essência e origem, já são líderes. Acordam motivados todos os dias. Conduzem pessoas com dedicação e com um carisma natural. Porém nem todos os “líderes natos” possuem competências para liderar no mercado corporativo.

Portanto, eu prefiro acreditar que podemos desenvolver e formar líderes. Liderança é uma ciência. É um modelo que se aprende. Se aprende estratégias, posturas, comportamentos e atitudes.

Na sua essência, o líder deve ser um conquistador de pessoas. Deve, acima de qualquer coisa, colocar a sua equipe em primeiro lugar. A valorização das pessoas é fator primordial na liderança moderna. Por que liderança não se impõe, se conquista. Acima de tudo, deve ser o exemplo e deve servir a equipe. Ele motiva e inspira seus liderados.

Os princípios essenciais na liderança

Você já teve a sensação que você está sem seguidores? Que ninguém lhe segue? Talvez seja pelo motivo de que as pessoas percebem que nem mesmo você como líder sabe aonde está indo?

O líder deve possuir diversas atitudes e comportamentos frente a uma equipe para conduzi-la com total maestria. Acima de tudo, deve ser o exemplo e deve servir a equipe. Ele motiva e inspira seus liderados!

O patrão, o chefe, o diretor e o gerente monitoram, controlam e supervisionam o trabalho e as pessoas, e, mesmo assim, a “coisa” não acontece! O líder, quando inspira e motiva as pessoas em um objetivo comum, a “coisa” acontece naturalmente, com ou sem a sua presença efetiva. Porque é feito sob inspiração, sob motivação verdadeira e autêntica.

Estudiosos do comportamento humano buscam a todo momento entender e interpretar a mente do líder. O líder ideal, não o atual, mas o líder do futuro, deve possuir na sua essência algumas características como: MOTIVAÇÃO, INSPIRAÇÃO, AUTENTICIDADE. Deve ainda ser o EXEMPLO e SERVIR sua equipe. Deve facilitar caminhos, promover mudanças. Enfim: DESENVOLVER PESSOAS.

Interessa para você?

Ao longo deste treinamento, vamos entender como funciona o cérebro humano no que tange a comportamentos e atitudes, como funciona o nosso inconsciente, mas para adiantar um pouco as coisas, vou lhe dar uma dica: se você julgar e acreditar que já sabe tudo a respeito do assunto, você mesmo está dizendo para sua mente que não é necessário aprender, e assim, a sua leitura deste material, bem como a sua participação no treinamento será em vão e você terá a clara impressão que não há nada de novo que possa fazer melhor e maior na sua liderança pessoal e profissional.

O poder da decisão!

A maioria das pessoas não possui plena consciência dos reais motivos que as fazem conquistar ou não os seus objetivos. Uma coisa é fato: muitas pessoas não possuem uma qualidade de vida plena e não se sentem verdadeiramente felizes simplesmente pelo fato de não saberem como fazer isso e principalmente por não saberem utilizar o potencial que já possuem.

Se você deseja buscar algo maior e melhor para o desenvolvimento de sua liderança: queira! Comece tomando a decisão de desejar fazer algo. O fundamento capaz de iniciar uma grande revolução na vida de qualquer pessoa está no poder que cada um possui, que eu possuo e que você possui, mas que poucos sabem utilizar: o poder de decidir criar um novo momento em suas vidas pessoais e profissionais.

Você acredita na possibilidade de transformar seus sonhos em realidade?

O quanto isso é subjetivo pra você? O quanto você verdadeiramente acredita nisso?

A liderança verdadeira é uma meta ou um grande objetivo na sua carreira profissional?

Quando estudamos a mente humana descobrimos que o ser humano possui uma fagulha interior que quando descoberta é capaz de transformar qualquer sonho em uma grande realidade. Independente do seu desejo, você precisa simplesmente tomar a decisão que o levará ao futuro que você deseja.

Não basta simplesmente tomar a decisão e pensar positivamente e o universo conspirará a seu favor! Claro que não! Definitivamente não é só isso. Este é apenas o início do processo de mudança. O poder está na sua decisão.

A maioria dos seres humanos possui a tendência natural de cair na rotina do dia a dia. Simplesmente se esquecem de planejar o rumo de suas carreiras, de suas vidas, de uma viagem, da compra de uma casa, e ficam esperando as coisas acontecerem, ao acaso do destino.

Um novo processo de mudança em sua vida tem seu início no poder da decisão e definição dos seus objetivos. Conforme disse Anthony Robbins — um dos maiores Life Coaches do planeta:

“São nos momentos de decisão que o seu destino é traçado!”.

Se você procura a mudança, este treinamento é para você. Vamos em frente?

Interessa para você conhecer os segredos e as estratégias que vão potencializar as suas competências de liderança? Topa? Vamos em frente? Vem comigo!

VOCÊ LIDA COM PESSOAS?

Um dos grandes segredos de liderança está ligado na maneira pela qual entendemos de pessoas. Precisamos entender como as pessoas pensam, como elas reagem a cada situação e como recebem a informação transmitida. Negligenciar o ser humano como um ser dotado de emoções e sentimentos é um risco enorme que não podemos correr quando o nosso objetivo é buscar a excelência no processo de liderar pessoas.

É preciso entender que os membros de sua equipe são seres humanos comuns como você, dotados de emoções. Lidar com pessoas é difícil. Ou melhor, extremamente difícil, pois cada um pensa de uma forma, reage de uma forma e possui controles emocionais de felicidade, raiva, medo e tristeza (dentre outras emoções) de formas diferentes.
Perceba que quanto mais você lida com uma pessoa em específico, mais você aprende a se relacionar melhor com ela, sabendo a forma de falar, sabendo a forma de conduzir e de colocar ideias. Porém, estas pessoas recebem informações e experiências externas ao ambiente corporativo todos os dias, fazendo com que as suas atitudes e comportamentos possam variar dia após dia, dificultando assim o seu processo de comunicação e liderança.

Pessoal versus Profissional!

As pessoas, em linhas gerais, possuem problemas particulares, as quais trazem de casa ou de outros ambientes que frequentam. Definitivamente, acredito que é praticamente impossível separar os problemas de casa dos problemas da empresa. Você já deve ter ouvido a seguinte afirmação:

“É preciso deixar os problemas de casa em casa e não trazer para a empresa. Não levem problemas da empresa para sua casa…”

Não é tão simples assim lidarmos com nossas emoções e separarmos 100% os nossos problemas e desafios a todo o momento. Não existe um botão ou interruptor aqui nas minhas costas, onde eu “ligo” o Marco Meda que vai atuar como palestrante ou coach — esquecendo 100% dos problemas externos — e mais tarde “desligo” este e “ligo” o Marco Meda que vai atuar em casa com a família — deixando os problemas corporativos de lado.

Somos um só. Um ser completo, onde carregamos todas as cargas emocionais que passamos durante o dia. Vamos enchendo o nosso bolso de alegrias, tristezas, raivas e medos. Durante o tempo todo. O segredo está então na forma como lidamos com estas emoções. Que comportamentos e atitudes geramos ao lidar com tais emoções e como estas afetam as demais durante o nosso dia a dia?

OS SEGREDOS DO AUTOCONHECIMENTO E DA AUTOLIDERANÇA

Um processo de desenvolvimento de suas competências de liderança tem seu início no quanto você conhece a fundo seus comportamentos e atitudes.

Você já parou para pensar a respeito da importância do autoconhecimento no processo de liderança? Somente a partir do autoconhecimento é que somos capazes de compreender os outros.

A compreensão de nós mesmos e, posteriormente, dos outros que nos cercam vai garantir e nos fornecer ferramentas para trabalharmos com pessoas e buscarmos o nosso desenvolvimento como verdadeiros líderes, seja na vida pessoal ou na carreira profissional.

Regras para o Autoconhecimento

Didaticamente, defini algumas regras para o conhecimento de si mesmo e o reflexo nas pessoas em que lideramos:

            Regra 1: É preciso Identificar e resolver conflitos internos na sua sua mente que impedem a sua maneira de agir (trabalhar suas crenças limitantes) — vamos trabalhar este assunto mais a frente!

            Regra 2: Buscar os seus pontos fortes como prática de melhoria contínua e potencializá-los (não devemos valorizar nossos pontos fracos e sim nossos pontos fortes — vamos também tratar deste assunto em um outro capítulo).

            Regra 3: Observar como nosso comportamento influencia o comportamento dos outros. Ou seja, baseado no nosso estado emocional interno, nossos comportamentos são gerados e assim nós temos a capacidade de alterar os “estados emocionais internos” das pessoas (de maneira positiva ou negativa).

            Regra 4: Entender claramente como está o seu processo de comunicação. É preciso dotar-se da consciência que a responsabilidade da comunicação é sempre do comunicador. Será que estou sendo claro?

            Regra 5: Perceber como a forma com que você se relaciona com as pessoas, gera empatia, carisma ou comportamentos inadequados nas pessoas.

            Regra 6: Reconhecer as defesas que utilizamos para repelir ameaças imaginárias ou reais. Quando falamos de “imaginárias” ou “reais”, é preciso compreender o SIGNIFICADO que damos para cada FATO, para isso, mais a frente, você vai ler um capítulo específico para este assunto.

            Regra 7: Evitarmos a tendência da frustração e da autocrítica. Estudos modernos relacionados à psicologia positiva nos mostram a importância de estarmos alertas e atentos a fatores positivos que nos impulsionam e que nos motivam. Quando focamos o lado negativo, temos uma tendência muito clara de nos frustar e de nos desmotivar, o que faz com que a “zona de conforto” seja um ótimo lugar. Também teremos um capítulo específico sobre o assunto.

            Regra 8: Exercitar a sua capacidade de flexibilizar o seu comportamento e a sua capacidade de resiliência. Este é um dos maiores segredos. Qual a sua capacidade de resistir a mudanças e adaptar-se a elas? Como você lida com o significado que você dá para determinados fatos e estes significados não atendem a sua expectativa de resultados?

A importância da Autoliderança

A autoliderança pressupõe algumas características essenciais, como por exemplo: autocontrole, congruência, confiança, empatia, ética, o poder da inspiração, carisma e a capacidade de potencializar suas ações e consequentemente dos seus liderados.

Em evolução ao capítulo anterior você já pensou que o processo de liderança se inicia com o entendimento que você mesmo tem sobre a própria arte de se autoliderar?

O ato de liderar está dentro de cada pessoa. Está ligada na busca em alcançar um objetivo concreto, pessoal e obviamente profissional. Liderança tem a ver com a relação entre as pessoas. Tem a ver com aqueles que aspiram liderar e aqueles que escolhem seguir seu líder. Para algumas pessoas, a liderança pode ser entendida como uma aspiração.

O líder deve assumir um compromisso pessoal consigo mesmo. Deve ter a consciência de ser líder e se fazer líder 24 horas por dia. O líder não vacila! Ele é o exemplo. É a inspiração e a motivação da equipe.

A sua voz tem de ser de líder. O sentido de liderança está no ato de liderar a si próprio, o desenvolvimento da liderança inicia-se na autoliderança, no autoconhecimento. A busca do conhecimento dos seus limites e o conhecimento seguro das suas atitudes e competências que farão com o que o líder obtenha segurança nos seus atos, uma vez que ele deverá possuir o domínio de suas emoções e controle de todas as suas ações.

A autoliderança está pautada na coragem, na segurança e na confiança. São valores pessoais que estimulam o poder da autoliderança e que regem e impulsionam o desenvolvimento humano no máximo da sua capacidade.

A mente positiva e inconsciente do líder direciona comportamentos adequados ao novo modelo de liderança. Tal estratégia mental é iniciada no processo de autoconhecimento. Quando você faz uma reflexão a respeito dos seus comportamentos, ocorre uma expansão da consciência e assim você abre oportunidades para novas atitudes. A prática consciente levará os fundamentos para o inconsciente e assim você constrói a sua mente de líder.

VER TUDO Adicione o título da lição
Você
Adicionar comentário
 
© 2017 Meda Academy Training - Todos os direitos reservados.